BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

ERRO GIGANTE! A CRIAÇÃO DO PROJETO DA FORÇA NACIONAL DE SEGURANÇA

Prezados leitores, uma significativa parcela dos gestores públicos brasileiros demonstra incompetência na gestão da coisa pública e/ou demonstra que se locupleta com o dinheiro público.
A área da segurança pública é pródiga neste sentido.
A criação do projeto da Força Nacional de Segurança (FNS) pode ser apontado como o MAIOR ERRO EM DÉCADAS no tocante à gestão da segurança pública no âmbito federal. Um erro do tamanho do projeto das Unidades de Polícia Pacificadora, esse o MAIOR ERRO EM DÉCADAS em termos de gestão da segurança pública no âmbito dos estados brasileiros.
O projeto é CARÍSSIMO e INEFICIENTE.
Deve ser extinto o mais rápido possível, inclusive para atender a ECONOMICIDADE, algo importantíssimo nesses dias de crise econômica.
Temos exaustivamente repetido isso, dessa vez temos o apoio dos Policiais Federais.




"Sindicato da PF chama Força Nacional de 'polícia inventada' em protesto contra cortes 
Os Policiais Federais de Mato Grosso do Sul realizaram um protesto com faixas e até um caixão na frente da Superintendência Regional em Campo Grande, para marcar os 67 anos da corporação. Segundo o presidente do Sindicato da classe em Mato Grosso do Sul (Sinpef/MS), Jorge Caldas, o velório simbólico representa o sucateamento da PF em todo o País causado com corte de repasses. 
Os agentes da Polícia Federal questionam o direcionamento de verbas para novas instituições, como a Força Nacional. Segundo Caldas, nunca faltam recursos para as “polícias inventadas”. Ele avalia que o policiamento ostensivo da Força Nacional não impede o avanço do crime organizado em Mato Grosso do Sul. 
Uma resolução do governo federal determinou o corte de gastos nas polícias federais de todo o Brasil. Essa resolução deve-se à redução de R$ 50 bilhões no orçamento federal de 2011, anunciado no mês passado pelo Planalto. 
A diminuição de recursos em todos os ministérios da União e, consecutivamente, o da Justiça, afetou a área operacional da PF. Viagens, abastecimento e até a formação de novos agentes estão comprometidos, segundo o sindicalista. “O policial federal está sustentando de seu bolso viagens operacionais”, diz Caldas. 
Com a diminuição dos repasses, representantes da polícia também alegam que a atuação da PF em eventos como a Copa do Mundo no Brasil em 2014 e as Olimpíadas de 2016 pode ser comprometida. Também foi lembrado que, até o ano do campeonato mundial de futebol, pelo menos 40% do efetivo atual da Polícia Federal em todo o País se aposentará (Leiam mais)". 

Juntos Somos Fortes!

2 comentários:

  1. Essa materia é velha.

    ResponderExcluir
  2. sem diaria de evento, sem 13 e ferias, tomara q ninguem queira

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.