Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

sábado, 24 de dezembro de 2016

GOVERNADOR PEZÃO, RENUNCIE, ISSO É O MELHOR PARA TODOS

Prezados leitores, o governador Pezão devia escolher o caminho da renúncia, sua situação como chefe do poder executivo é insustentável, isso é claríssimo.
A economia do Rio de Janeiro está afundando a cada dia e isso está prejudicando seriamente a população, os funcionários públicos e os militares estaduais (Policiais e Bombeiros).
Pezão está adiando uma saída que é inevitável.
A sua teimosia agrava o quadro e acirra os ânimos.
A sua responsabilidade pelo caos será cada vez maior.



"Jornal Extra
23/12/16 15:20 Atualizado em 23/12/16 18:11
‘Tenho consciência do que os servidores estão passando’, diz Pezão sobre salários atrasados
O governador Luiz Fernando Pezão comentou, em entrevista à rádio "CBN", a situação de boa parte dos servidores públicos estaduais. O chefe do Executivo disse que tem buscado opções para quitar a folha de novembro o mais breve possível, e voltou a culpar o bloqueio das contas públicas feito pela União.
— Tenho consciência do que os servidores estão passando. Sei o que o atraso representa. Estou doído com isso. Eu estou lutando muito para cumprir o calendário.
Essas medidas que estamos discutindo com a União ajudam muito a fazer um planejamento. Os arrestos nos impossibilitam de fazer o gerenciamento do caixa e priorizar os pagamentos. Em outubro, por exemplo, ficamos 21 dias arrestados: 11 dias pela Justiça do Estado e 10 dias pelo Tesouro Nacional. É impossível fazer algum planejamento financeiro, tomar medidas necessárias, priorizar os pagamentos do funcionalismo, que sempre foi nossa prioridade, sem gerenciamento do caixa — explicou.
Segundo o governador, a regularização dos salários não depende somente das medidas tomadas por sua gestão. Pezão afirmou que somente com a aprovação do novo regime fiscal, o Estado conseguirá pagar em dia. Caso contrário, os atrasos serão frequentes:
— Já fizemos economia. Cortamos em 40% o meu salário, o do vice-governador e do alto escalão, fizemos redução de secretarias, cortamos despesas. Tomei todas as medidas ao meu alcance. Já tínhamos voltado ao custeio de 2013. Agora, parece que estamos voltando ao custeio de 2010. Isso não é trivial. Vou lançar outras medidas, em janeiro, como a securitização da dívida e a venda da folha de pagamentos, entre outras. Mas se não tiver renegociação da dívida, os pagamentos continuarão com atraso. Infelizmente, não depende só do Estado do Rio de Janeiro (Fonte)".

Juntos Somos Fortes!

3 comentários:

  1. Cristiane pensionista24 de dezembro de 2016 13:50

    A minha opinião é que a renuncia seria valida se com ele fosse o vice Dornelles que tbm já não responde por ele. Segundo ir a BSB, somente a passeio e aproveitando para estar com o exterminador do futuro Sr presidente Michel Temer para as tramas de como acabar de afundar o estado. Enfim os arrastos do judiciário foram proibidos e ainda ocorrem? Mas esta realmente proibido para pagar os servidores, pois o judiciário nada faz diante dessa situação critica, enfim estamos sem ter o que comer, como pagar nossas contas, sendo despejados e a prioridade e sempre de pagar os que ganham mais e os mesmos ainda em suas posições de arquibancada estão assistindo a esse massacre de braços cruzados sem se quer se posicionar a favor dos demais

    ResponderExcluir
  2. Governador, eu não tenho alimento na minha casa. Por favor! Renuncie. Meus filhos vão para casa dos avós para ter o que comer.

    ResponderExcluir
  3. Povo frouxo. Aceitam assistir o TJ, MP, Alerj e outros deuses comerem caviar e ficam na Internet chorando. Seja homens e façam o que tiver de fazer. 400 mil servidores ativos, inativos e pensionistas, mas apenas a mesma meia dúzia de 1000 comparece aos protestos. FROUXOS. Vocês tem mais é que tomar na %€#$&. Experimentem botar 10% do total de 400 mil no centro do RJ e verão que o povo unido jamais será vencido. Não é só o Pezão que tem culpa dessa miséria de natal... Advinhem quem está arrastando as contas do estado, mesmo sabendo que o funcionalismo está passando necessidades? Decretam uma greve geral. Obriguem a união intervir nesta bagaça ou incendeiem o estado

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.