BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

PLP 257/2016 - UMA VITÓRIA DOS POLICIAIS MILITARES E DOS BOMBEIROS MILITARES

Prezados leitores, a postura dos militares do estado de Minas Gerais foi muito importante para a conquista dessa vitória.


video


Juntos Somos Fortes!

Um comentário:

  1. CARO COMPANHEIRO CORONEL PMERJ PAUL,
    ENQUANTO ISSO O "PAU" ESTÁ QUEBRANDO EM PORTO ALEGRE POR CAUSA DESSA CRISE CAUSADA ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE PELA CLEPTOBANDICOCRACIA QUE OS POLÍTICOS BRASILEIROS, ACUMPLICIADOS COM EMPRESÁRIOS E ALTOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS,IMPLANTARAM NO PAÍS.
    ESSA ROUBALHEIRA, PRINCIPALMENTE A QUE ENVOLVE A MAIOR EMPREITEIRA DO PAÍS,A ODEBRECHT, FOI CLASSIFICADA PELO DEPARTAMENTO DE JUSTIÇA DOS EUA, COMO O MAIOR ATO DE SUBORNO DE TODA A HISTÓRIA EM TODO O MUNDO.
    SAUDAÇÕES
    PAULO FONTES

    SITE BOL UOL
    20 DEZEMBRO 2016
    Choque entre servidores e PMs termina com três feridos em Porto Alegre
    Em segundo dia de protestos, três ficam feridos em frente à Assembleia Legislativa do RS
    Confronto entre servidores públicos estaduais e policiais militares no início da tarde desta terça-feira (20) resultou em pelo menos três policiais civis feridos por balas de borracha disparadas pela Brigada Militar. Este é o segundo dia de protestos contra a votação das medidas anticrise.
    Os policiais participavam da manifestação em frente à Assembleia Legislativa contra o pacote de reformas do governador José Ivo Sartori (PMDB), que começou a ser votado na tarde de segunda-feira. Os três precisaram de atendimento no Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre.
    Muitos policiais civis, presentes na manifestação, estavam armados. A Assembleia está cercada pela Brigada Militar desde a madrugada de sábado (17).
    Por volta das 14 horas, quando os deputados se preparavam para dar início à sessão no plenário, um grupo de servidores que protestava na área externa entrou em confronto com os policiais militares responsáveis por bloquear o acesso ao prédio. Servidores soltaram rojões e derrubaram parte dos gradis colocados para manter os manifestantes a uma certa distância da entrada da Assembleia.
    Vários policiais civis estão armados no protesto de Porto Alegre
    A Tropa de Choque da Brigada Militar reagiu com bombas de gás lacrimogêneo e bala de borracha. O episódio deixou servidores feridos com marcas de bala de borracha.

    "Ao menos três pessoas nós sabemos que ficaram feridas e foram encaminhadas ao hospital", disse Alexandre Bobadra, do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado do Rio Grande do Sul (Amapergs). Mais cedo, às 11h30, no final da manhã, já havia ocorrido outro tumulto.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.