BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

GOVERNO PEZÃO CONTINUARÁ SACRIFICANDO O FUNCIONALISMO PARCELANDO OS PAGAMENTOS




Prezados leitores, o governo Pezão continua tratando de forma desigual o funcionalismo, isso é incorreto e (deve ser) ilegal.

"Jornal O Dia
Servidores da Segurança e Educação receberão salário na próxima semana 
Pagamento de novembro dessas categorias será feito de forma integral. Já os outros funcionários terão o valor parcelado novamente
08/12/2016 20:35:25 - ATUALIZADA ÀS 08/12/2016 20:41:13 
Rio - Os servidores da Educação e da Segurança Pública receberão os salários de novembro de forma integral na próxima semana. A informação foi confirmada, na noite desta quinta-feira, pela Secretaria de Estado de Fazenda. No entanto, as outras categorias terão o pagamento de forma parcelada e as datas ainda estão sendo definidas. O calendário será divulgado também na semana que vem. 
O pagamento só poderá ser realizado após um acordo fechado, nesta quarta-feira, entre o Judiciário Fluminense e o governo estadual. O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) decidiu completar os depósitos para os servidores e magistrados com recurso de seu fundo. O TJ também negociou o crédito do 13º salário com verbas do próprio órgão. No entanto, foi combinado que o montante será repassado pelo estado em 12 parcelas ao longo de 2017.
A audiência de conciliação foi mediada pelo ministro do STF, Dias Toffoli, relator de mandado de segurança impetrado pelo TJ-RJ contra o estado. O Judiciário pediu o arresto das contas estaduais devido ao não repasse integral do duodécimo de novembro. Pela Constituição, o estado deve repassar o valor ao Poder no dia 20 do mês corrente. Toffoli, no entanto, não deferiu o pedido e agendou a reunião para que as partes entrassem em acordo. 
Com o descumprimento do repasse integral, o TJ-RJ pagou apenas 40% dos salários a cada servidor e magistrados, todos da ativa. Os servidores e magistrados inativos do órgão ainda não receberam seus vencimentos (Fonte)". 

Juntos Somos Fortes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.