BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

sábado, 3 de dezembro de 2016

PRISÃO DE CABRAL - UMA FESTA! DEZ PRESOS E DEZESSEIS INDICIADOS

Sérgio Cabral e esposa em Paris


Prezados leitores, a turma do ex-governador Sérgio Cabral está começando a pagar por todo mal que fizeram à população do estado do Rio de Janeiro.
E, podem anotar, vem mais gente do Cabral para essa "festa".

"Site G1
PF conclui inquérito da primeira fase da Operação Calicute com 16 indiciados
Ação levou 10 pessoas à prisão, inclusive o ex-governador Sérgio Cabral Filho. Crimes vão de corrupção a lavagem de dinheiro e organização criminosa.
02/12/2016 17h18 Atualizado há 5 horas
A Polícia Federal informa que concluiu no dia (30) o Inquérito Policial relativo à 1º fase da Operação Calicute. As investigações resultaram em 16 pessoas indiciadas pelos Delegados Federais que conduziram o procedimento por crimes que vão de corrupção passiva e ativa, organização criminosa a lavagem de dinheiro.
Serão instaurados ainda outros inquéritos policiais para aprofundamento de novas vertentes da investigação. Entre os indiciados pela PF estão o ex-governador Sérgio Cabral Filho e a mulher dele, Adriana Ancelmo.
Confira a seguir a lista dos outros indiciados:
- Wilson Carlos Cordeiro da Silva de Carvalho (ex-secretário de Governo do RJ)
- Carlos Emanuel de Carvalho Miranda (apontado como operador financeiro da quadrilha)
- Luiz Carlos Bezerra (ex-assessor de orçamento da Assembleia Legislativa do Rio)
- Hudson Braga (ex-secretário de Obras do Estado do RJ)
- Wagner Jordão Garcia (ex-assessor de Sérgio Cabral)
- José Orlando Rabello (ex-chefe de gabinete de Hudson Braga)
- Carlos Jardim Borges (Empresário, teria realizado pagamentos suspeitos para empresa de Carlos Miranda).
- Pedro Ramos de Miranda (Bombeiro. Foi motorista do ex-governador).
- Luiz Alexandre Igayara (Empresário, teria realizado pagamentos por serviços inexistentes em benefício do esquema investigado).
- Paulo Fernando Magalhães Pinto (administrador de empresas)
- Luiz Paulo dos Reis (administrador e empresário. Ligado à Hudson Braga).
- Alex Sardinha da Veiga (é tido pelos investigadores como um dos participantes de acordos "criminosos" entre a Secretaria de Obras e a Construtora Oriente, empresa que ele diz representar, segundo o MPF).
- Rosângela Machado de Carvalho Braga ( parente de Hudson Braga, é apontada como possível "laranja" no esquema).
- Jéssica Machado Braga (parente de Hudson Braga, é apontada como possível "laranja" no esquema).
O ex-governador Sérgio Cabral responde a dois inquéritos. Um, no Rio e outro em Curitiba (PR). Este inquérito, concluído pela equipe da PF, cuida da apuração de propinas pagas ao ex-governador nas obras referentes ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) das Favelas, Arco Metropolitano e Maracanã. Um relatório foi encaminhado pela PF aos procuradores da República, no Rio.
Já a investigação da equipe da PF em Curitiba cuida de irregularidades praticadas pelo ex-governador na construção do Complexo Petroquímico do Rio (Comperj). Na quinta, o juiz Sérgio Moro decidiu prorrogar por 15 dias o prazo para que as investigações fossem encerradas. Inicialmente, o prazo para o término da investigação venceria na quinta-feira, mas com a decisão de Moro, os agentes tinham até o próximo dia 16 para concluir o trabalho (Leiam mais)".

Juntos Somos Fortes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.