BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

domingo, 11 de dezembro de 2016

PACOTE DE MALDADES: NÃO CEDEREMOS UM CENTAVO, QUEM QUEBROU, QUE CONSERTE...



Prezados leitores, os funcionários públicos e os militares do estado do Rio de Janeiro não querem ceder nenhum centavo para cobrir o buraco financeiro que foi criado pelos governos Sérgio Cabral e Pezão (2007-2016), mas parece que a cúpula da segurança pública quer nos sacrificar, como revela a nota publicada pelo Corpo de Bombeiros Militar. 
É primordial internalizar que NÃO TEMOS CAUSA AOS PROBLEMAS.
Os responsáveis pela crise são o ex-governador Sérgio Cabral e seu vice (Pezão); o governador Pezão e seu vive (Dornelles); os secretários estaduais e seus assessores diretores; o presidente da ALERJ e os deputados estaduais e os integrantes do Tribunal de Contas do Estado que não fiscalizaram as contas públicas devidamente.
Um rombo dessas proporções não ocorrem do dia para noite, o buraco é cavado todo dia.
NINGUÉM VIU?
O Ministério Público também pode ser incluído nesse rol de responsáveis, pois demorou muito nas investigações, considerando que Sérgio Cabral e sua turma ostentavam padrão incompatível desde o início do governo.
NÃO FALTAM RESPONSÁVEIS.
Quais e quantos estão sendo responsabilizados administrativa, civil e penalmente?
Raros estão sendo responsabilizados até o momento.
Diante dessas verdades, como querer que nós, funcionários públicos e militares do estado do Rio de Janeiro sejamos obrigados a tapar o rombo que eles fizeram ou deixaram fazer?
ISSO É INJUSTO!
ISSO É COVARDIA!
Não temos que pagar um centavo dessa conta.
A PROPOSTA APRESENTADA PENALIZA OS INOCENTES.

"Preocupadas com a instabilidade agravada pelas incertezas das mudanças que podem levar a uma grave convulsão social, as instituições de segurança pública, *SEDEC/CBMERJ, PMERJ, PCERJ e SEAP*, apresentaram ao Governo o seguinte Pacto que, na terça-feira (13/12) será levado à Presidência da ALERJ: 
1. Alíquota de 14% para a previdência. Sendo 13% em 2017 e 14% em 2018.
2. Desistência das mudanças no triênio.
3. Adiamento dos aumentos de Jan/17 para até Nov/17 (pagos em dezembro, com reajuste - ao invés de Jan/2020).
4. Pagamento até 10º dia útil para ativos e inativos.
5. 13º até 20 de janeiro para ativos e inativos.
Considerando os reais transtornos produzidos pela crise econômica e, ainda, os inegáveis avanços salariais desde janeiro de 2007, o Comando do CBMERJ entende como bastante razoável a proposta e conclama pelo *apoio da tropa* ao presente pacto. Novos ajustes estão sendo analisados pelo CBMERJ e pela PMERJ com o objetivo de melhorar a qualidade do tempo de serviço. Eles serão apresentados oportunamente.
O principal objetivo no momento é propor uma alternativa às medidas em tramitação no Legislativo Estadual e garantir a previsibilidade de nossos vencimentos!
Ronaldo Jorge Brito de *Alcântara* - Cel BM - Comandante Geral
Roberto *Robadey* Costa Junior - Cel BM - Chefe do EMG

Fonte:
http://www.cbmerj.rj.gov.br/institucional/item/338-comunicado

Juntos Somos Fortes!

3 comentários:

  1. Não a perda de direitos. Quem pariu Matheus que EMBRULHE.

    ResponderExcluir
  2. Eu e meus Exércitos NÃO apoiamos este "pacto de covardes"!

    Juntos Somos Fortes!

    ResponderExcluir
  3. Desculpem-me se vai parecer incitação à violência, mas a vdd é que esses políticos não vão recuar. Eles vão repassar a conta para o povo (servidor civil e militar também é povo) e vão continuar suas maracutaias com empresários e empreiteiros, pois não há consciência nem memória nos titulos eleitorais deste Brasil. E tem mais: veremos muitos dos que estão nos massacrando serem reeleitos... ELES SÓ PARARÃO E NOS RESPEITARÃO QUANDO HOUVER MUITA BALA VOANDO (as nossas) E MUITO SANGUE JORRANDO (o deles).

    Sgt Foxtrot.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.