BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

sexta-feira, 27 de julho de 2012

A MÁFIA ITALIANA E A POLÍTICA BRASILEIRA


Prezados leitores, bom dia!
Ontem, eu ganhei meu terceiro livro sobre a máfia italiana:
"Coisas da Cosa Nostra - A máfia vista por seu pior inimigo".
O livro de autoria de Marcelle Padovani, contém entrevistas do juiz Giovani Falcone, assasssinado pela máfia.
Atualmente, estou lendo "História da Máfia" de Salvatore Lupo, tendo lido primeiro "Gomorra" de Roberto Saviano.
A cada linha que avanço na leitura sobre as organizações mafiosas, mas identifico nelas os cleptocratas brasileiros, sobretudo os maus políticos que se organizam com empresários para roubar o dinheiro público, o nosso dinheiro.
No Brasil atravessamos um momento especial para aplicarmos sanções nos maus políticos e maus empresários. O julgamento do Mensalão no STF e a CPMI do Cachoeira no Congresso podem ser marcos na luta pela boa política, mas podem também ser marcos da consolidação da força dessas organizações mafiosas, uma força inteiramente fora de controle que gera impunidade ampla, geral e irrestrita.
Juntos Somos Fortes!

2 comentários:

  1. Cmt Geral da PMERJ Esclarece

    17. DIREITOS DOS POLICIAIS MILITARES - ESCLARECIMENTO
    Considerando o surgimento de dúvidas quanto ao regular exercício de direitos normatizados em leis
    especiais referentes a carreira policial militar, quais sejam a Lei nº 443, de 1º de julho de 1981 e a Lei nº 279, de
    26 de novembro de 1979;
    Considerando que o Estatuto dos Policiais Militares é posterior a Lei de Remuneração da PMERJ e
    CBMERJ, tendo sofrido, ao longo de mais de 30 anos de vigência, sucessivas alterações sendo cediço que algumas
    com repercussão financeira para o policial militar.
    Esclareço a família policial militar que permanecem vigentes e com plena aplicação os direitos
    enunciados no artigo 48 da Lei nº 443, de 1º de julho de 1981, em especial o inciso II, que recebeu nova redação
    pela Lei nº 23.145 de 1994 e o parágrafo 1º com os itens 1, 2 e 3. Assim o policial militar ao ser transferido para
    a inatividade, contando mais de 30 anos, fará jus a remuneração correspondente ao grau hierárquico superior ou
    melhoria da mesma e, sendo ocupante do último posto, fará jus a ter seus proventos calculados sobre o soldo
    acrescido de vinte por cento.
    (Tomem conhecimento todas as OPMs envolvidas)
    (Nota nº 433 – 26 jul 2012 – DGP)

    ResponderExcluir
  2. Eduardo Paes é um politico de palavra, prometeu aumentar a gratificação dos PMs das UPPs e cumpriu...Cuidado senhores policiais mlitares! Isso não passa de uma farsa, estamos em época de eleições e nessa ocasião os vigaristas profissionais e politiqueiros que se encontram no poder e que desejam serem reeleitos usam todos os recursos diabólicos para enganar o povo. Diga não ao Cabral e Paes! São dois vigaristas...

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.