Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

sábado, 21 de julho de 2012

POLÍCIA MILITAR - REUNIÃO DA TURMA GENERAL JOSÉ DA SILVA PESSOA


Ontem, eu tive o grande prazer de rever amigos de mais de trinta e cinco anos, integrantes da Turma General José da Silva Pessoa. A tarde foi muito agradável no Riviera Country Club, quando tivemos a oportunidade de relembrar os bons e velhos tempos da antiga Escola de Formação de Oficiais, atual Academia de Polícia Militar D. João VI, bem como, de passagens das nossas carreiras. Além disso, tivemos a oportunidade de analisarmos alguns dos atuais problemas vivenciados na Polícia Militar, instituição pela qual tanto nos sacrificamos e à qual estaremos ligados eternamente.
No dia 14 de setembro de 2012, às 10:00 horas, realizaremos uma nova reunião no Riviera e aproveitamos a oportunidade para solicitar a todos os integrantes que se empenhem para que possamos reunir o maior número possível de integrantes. Nesse objetivo decidimos que será criado um blog da turma para servir como meio de comunicação entre os integrantes, assim como, uma mala direta.
A Turma General José da Silva Pessoa ainda pode contribuir muito para o sucesso da PMERJ, a corporação precisa muito de nós, aliás, como nunca precisou.
Juntos Somos Fortes!

Um comentário:

  1. Caro coronel, é por demais gratificante poder reunir amigos de turma que não vemos há muitos anos.
    Me faz recordar quando no ano de 2000, conseguimos reunir quase toda turma que em 1975 se formou marinheiros, oriundos da turma QUILO I, da EAMES, (ESCOLA DE APRENDIZES DE MARINHEIROS DO ESPÍRITO SANTO) para comemorar 25 anos da turma. Foi uma dia de festa, churrasco, piscina pras crianças, muita confraternização e cerveja, rsrs; tudo patrocinado pela Marinha no club LESPAM, Situado na Av. Brasil. Tive o prazer de rever velhos amigos que, à época, com seus 17, 18, 19 anos, naquele dia estavam com seus filhos e netos presentes.
    Gostaria agora também poder rever amigos do curso de formação de soldados de 1981 do CFAP 31 de voluntários. Entretanto coronel, infelizmente, para nós praças, essa possibilidade se estreita cada vez mais.
    Minha turma coronel, de 35 milhão, quase não existe mais e, os que ainda estão vivos, é porque foram excluídos, estão doentes ou com alguma deficiência física produzida pelas circunstâcia da atividade policial. Mas a verdade coronel, é que a grande maioria está morta. A maioria coronel, morreu em plena juventude. Talvez impucionados pela vibração, e que, por falta de experiência, que só com o tempo adquirimos, sozinhos, cometendo erros e acertos, conseguimos sobrevirer e chegar aonde eu e alguns poucos chegou: vivos, inteiros e reformados.
    Um grande abraço e parabéns por esse dia prazeroso.

    TEN. PM REF.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.