BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

domingo, 15 de julho de 2012

ELEIÇÕES 2012 – RIO - A IMPORTÂNCIA DE SEPARAR SITUAÇÃO E OPOSIÇÃO



Prezados leitores, bom dia!
Dias atrás escrevi um artigo sobre o cuidado que o eleitor deve ter ao votar para vereador, verificando quem é situação e quem é oposição.  Devo destacar, que nada impede que você vote em candidatos que estejam em posições antagônicas, ou seja, você pode votar para prefeito no candidato da situação (reeleição de Eduardo Paes – PMDB) e votar em um candidato da oposição para vereador. Apesar dessa verdade, vale lembrar que quando você vota na situação está aprovando o atual prefeito, portanto, nada mais natural que você vote também para vereador em um candidato dos partidos coligados, pois assim você estará contribuindo para que o prefeito reeleito tenha uma maior base governista. Situação idêntica ocorre quando você estando insatisfeito com o atual prefeito, vota em um candidato da oposição e resolve votar em candidatos dos partidos que não apóiam à reeleição.  Isso é coerência.
No Rio de Janeiro, o atual prefeito deverá sofrer fragorosa derrota junto ao funcionalismo municipal, bem como, ao funcionalismo estadual, nesse caso considerando a sua parceira siamesa com o governador Sérgio Cabral (PMDB). A maior oposição será por parte dos Bombeiros Militares que já começaram uma campanha organizada contra Eduardo Paes (PMDB). Os Bombeiros Militares são heróis e constituem a categoria profissional com maior aceitação junto à população. Ter os Bombeiros como adversários políticos é péssimo e o estragado será na razão direta da maior ou menor participação deles na campanha, sobretudo nas ruas do Rio de Janeiro. Além dos Bombeiros, os funcionários públicos da educação e da saúde estarão minando o atual prefeito, assim como, os Guardas Municipais e os Policiais Militares.
Diante do exposto, penso ser fundamental que o funcionalismo público ao reprovar o prefeito Eduardo Paes (PMDB) tenha o cuidado de enfraquecer também os partidos aliados a ele, não votando em candidatos dos partidos coligados. Isso é o lógico.
Conheçam os 20 (vinte) partidos da Coligação Somos um Rio que apóiam a reeleição de Eduardo Paes (PMDB):
PMDB – PT – PP – PDT – PTB – PSB – PPS – PSC – PC do B – PRB – PRP – PMN – PSL – PTC – PSDC – PT do B – PHS – PSD - PTN - PRTB.
Bom voto!
Juntos Somos Fortes!

5 comentários:

  1. É TUDO VERDADE CEL PAUL,O SENHOR TEM RAZÃO OS BOMBEIROS CONTINUAM MOBILIZADOS,E AGORA MAIS REVOLTADOS DO QUE NUNCA,O ÚLTIMO BIZU É O FIM DO GMAR,PRIMEIRO MODIFICANDO AS ESCALAS DELES DE 12X60,PARA 12X36,JÁ NO HOSPITAL DA CORPORAÇÃO AS PRAÇAS DE ENFERMAGEM MUDARAM DE 12X60,COM 2 COMPLEMANTAÇÕES NO MÊS PARA 12X36 ULTRAPASSANDO A CARGA HORARIA DE 40 HORAS SEMANAIS,QUEREMOS RECEBER AS HORAS EXTRAS,JÁ OS BENEFICIADOS OFICIAIS DE SAUDE CONTINUAM NA DELICIOSA ESCALA DE 24H SEMANAIS,E OS OFICIAIS COMBATENTES MAIS DE 60 HORAS SEMANAIS,CADÊ O COMANDANTE GERAL?

    ResponderExcluir
  2. Caros Policiais Militares, Policiais Civis e Bombeiros Militares do estado do Rio de Janeiro, nesta eleição municipal, deste ano, é a hora de se mostrar força, união, coragem para que, nas urnas, se dê a devida resposta e esse governo e quem mais luta para não dar mais dignidade a estas instituições que lutam por nossa sociedade. É nas urnas que se deve fazer valer o número de eleitores que essas classes juntas somam. É a hora de atrapalhar o governo atual, de forma democrática, retirando dele o maior número de votos possível. Convenha-se, que cada um que pertença à uma dessas três forças, tenha o poder de convencer um ou mais membros de sua família, e também amigos e parentes mais chegados e que também se juntem a esta luta justa. Diga-se será um bom número de votos contra, que vão deixar mais fraca a atual situação. Lembrem-se do PMDB, de seu líder do governo na ALERJ, Deputado Paulo Melo, o qual não coloca em pauta de votação o projeto de anistia a policiais e bombeiros, que está emperrado na Câmara. É hora de dizer e manisfestar e gritar fora PMDB.
    Se fosse possível cada PM, BM e PC deveria carregar uma faixa em seus veículos, suas casas em camisas dizendo "Fora PMDB" que é o principal partido do governo. É nas urnas que se mostra força. A resposta será dada lá. É nela que serão execrados aqueles que não apoiam a luta.

    ResponderExcluir
  3. Pául voto ou no Otavio Leite ou no Rodrigo Maia.
    O Freixo, tem PTista apoiando ele. É só ver a foto no jornal o globo de hoje.

    ResponderExcluir
  4. Se o Rio de Janeiro tivesse SAÚDE, EDUCAÇÃO e SEGURANÇA PÚBLICA de qualidade, seria o melhor lugar do mundo para se morar!

    O problema é que as referidas áreas (essenciais) não funcionam, o que contribui para a péssima qualidade de vida do cidadão fluminense.

    É preciso votar com muito cuidado!

    ResponderExcluir
  5. esse otávio leite e rodrigo maia,votaram contra a gente,eu já decidi,,eles apostam na memória nossa zero,zero,e confirmo o que podemos esperar deles? lá na camara federal ache alguma coisa que o rodrigo maia,votou o outro nem se fala, quer votar vota será só quatro anos passa depressa!ZERO TUDO E CONFIRMO.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.