Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

domingo, 15 de julho de 2012

RIO: POLICIAIS MILITARES E BOMBEIROS MILITARES MUTILADOS SÃO ESQUECIDOS PELA LEI


JORNAL EXTRA:
Bombeiros e PMs que ficaram mutilados não têm direito a benefícios de paraplégicos: somente o drama é parecido.
Wilson Mendes.
“A impossibilidade de caminhar é igual. Minha medula está inteira, mas de que adianta, se não tenho perna?” indaga o sargento bombeiro Paulo Mathias, hoje com 39 anos.
Mathias lidera um grupo maior de militares e civis que lutam pelo enquadramento em uma lei que aumentaria seus salários em R$ 2 mil. Apesar de não caminhar e utilizar, muitas vezes, cadeira de rodas, o bombeiro não tem paraplegia, o que o deixa de fora do benefício.
A lei estadual 3.527, de 2001, prevê a gratificação a policiais civis e militares, bombeiros militares e inspetores de segurança e administração penitenciária caso adquiram, em serviço, paraplegia ou tetraplegia. Ficam de fora os demais cadeirantes e deficientes físicos.
— A lei é preconceituosa e discrimina homens que ficaram inválidos servindo à sociedade. Eu também sofro, eu também tenho muitos gastos por conta da deficiência. Não sou paralítico, mas também não ando. Não tenho minha perna (Leiam).
Juntos Somos Fortes!

2 comentários:

  1. Bombeiro-Militar do RJ16 de julho de 2012 14:55

    Pode postar uma matéria em seu blog sobre desvio de dinheiro no CBMERJ da taxa de incêndio que saiu no Repórter do SBT? está em:

    http://www.youtube.com/watch?v=oBGwlvYZf94&feature=player_embedded#!



    Tá tudo errado no Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, não só a notícia acima...

    Só um exemplo:

    Enquanto uns arriscam suas vidas nos quartéis diariamente para salvarem a população fluminense, recebendo o pior salário do Brasil pago a um bombeiro-militar, outros bombeiros-militares não estão nem aí pro seu irmão-de-farda: quer um exemplo? Bombeiro-Militar que está em Órgão Externo (atualmente julho/2012 , são 3.058) além de não arriscar sua vida profissionalmente, nem em 10% do que o bombeiro de quartel, ainda recebe gratificações, que em alguns caso são um acinte, um "tapa nacara" do bombeiro de quartel... como no caso dos bombeiros que estão cedidos por empréstimo ao Tribunal de Contas: de soldado a subtenente recebem R$3.900,00 (Três mil e novecentos reais) por mês, fora seu salário de Bombeiro. Tá ou não tá tudo errado no Governo do Sérgio Cabral no Rio de Janeiro?

    ResponderExcluir
  2. Se o Rio de Janeiro tivesse SAÚDE, EDUCAÇÃO e SEGURANÇA PÚBLICA de qualidade, seria o melhor lugar do mundo para se morar! O problema é que as referidas áreas (essenciais e fundamentais para harmonia e bem-estar de uma sociedade) não funcionam, o que contribui para a péssima qualidade de vida do cidadão fluminense. É preciso investir onde é mais preciso, nas necessidades prementes (saúde, educação e segurança pública são, sem dúvida, as principais demandas, as questões que mais preocupam).

    A melhoria para a área de segurança passa pela valorização dos profissionais da área. E o pagamento de melhores salários para os policiais deverá ser o nó da segurança que os Governos preci­­­sam desatar. Os policiais pressionam pela aprovação no Congresso da PEC 300/2008, que estabelece que o piso da categoria deve ser igual ao pago para os policiais do Distrito Federal, que recebem cerca de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) mensais. Os governadores são os mais preocupados com a medida. Isso porque são os estados os principais responsáveis pelo policiamento. Para especia­­­listas na área, porém, a principal medida para resolver o problema seria a União chamar mais a responsabilidade para si.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.