BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

segunda-feira, 16 de julho de 2012

GOVERNO SÉRGIO CABRAL (PMDB) FECHA MAIS UM HOSPITAL PÚBLICO

Jornal Extra

JORNAL O DIA:
Polícia cerca o Iaserj para remoção de pacientes
Vania Cunha
Rio - Representantes da Secretaria estadual de Saúde chegaram ao Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro (Iaserj) na noite deste sábado e começaram fazer a remoção dos pacientes. De acordo com funcionários, o acesso ao hospital está limitado e policiais do Batalhão de Choque tomaram à frente do local para evitar a entrada ou saída das pessoas. Não houve confusão até o momento.
De acordo com a médica e representante da associação dos funcionários do Instituto, Cristina Maria Machado Maia, ninguém está sendo informado para onde os pacientes estão sendo levados e muitos deles não têm condições de ser transferidos. "É um absurdo essa remoção sem avisar as próprias famílias dos pacientes. Muitos não poderiam sair daqui porque estão com a saúde debilitada. Os representantes da Secretaria chamaram carros da polícia, com policiais armados, como se fossem lidar com bandidos. Estamos nos sentindo completamente ofendidos".
Ainda de acordo com a médica, uma liminar da Justiça ordenava que a transferência seria válida a partir do dia 15. Há cerca de 70 pacientes no Iaserj.
Funcionários não querem demolição
O Iaserj será demolido para dar lugar a outra unidade do Instituto Nacional do Câncer (Inca), que pretende concentrar todas as instalações ao redor da Praça da Cruz Vermelha, espalhadas entre Centro, Santo Cristo e Vila Isabel.
Servidores, médicos e populares que tratam seus parentes no local estão revoltados com a medida. Segundo eles, os pacientes internados, inclusive os que estão em estado grave no Centro de Tratamento Intensivo (CTI), seriam removidos para o Hospital Getúlio Vargas (HGV), sob ordem do Ministério Público.
De acordo com o documento obtido pelos manifestantes, a polícia teria autorização para retirar os equipamentos do local a qualquer momento. Os manifestantes organizam um protesto contra a demolição do Iaserj neste domingo.
Juntos Somos Fortes!

2 comentários:

  1. Se o Rio de Janeiro tivesse SAÚDE, EDUCAÇÃO e SEGURANÇA PÚBLICA de qualidade, seria o melhor lugar do mundo para se morar! O problema é que as referidas áreas (essenciais e fundamentais para harmonia e bem-estar de uma sociedade) não funcionam, o que contribui para a péssima qualidade de vida do cidadão fluminense. É preciso investir onde é mais preciso, nas necessidades prementes (saúde, educação e segurança pública são, sem dúvida, as principais demandas, as questões que mais preocupam).

    A melhoria para a área de segurança passa pela valorização dos profissionais da área. E o pagamento de melhores salários para os policiais deverá ser o nó da segurança que os Governos preci­­­sam desatar. Os policiais pressionam pela aprovação no Congresso da PEC 300/2008, que estabelece que o piso da categoria deve ser igual ao pago para os policiais do Distrito Federal, que recebem cerca de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) mensais. Os governadores são os mais preocupados com a medida. Isso porque são os estados os principais responsáveis pelo policiamento. Para especia­­­listas na área, porém, a principal medida para resolver o problema seria a União chamar mais a responsabilidade para si.

    ResponderExcluir
  2. Isso já estava decidido desde 2008 e todos os leitos e equipamentos serão ampliados e transferidos para o hospital Getúlio Vargas. Os servidores serão atendidos pelo SUS e o objetivo do governo é investir em todo o sistema de saúde.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.